Castro Jr.

Agente da Prosperidade

HORA DE ESTUDAR

Fev 232021

                                                                         HORA DE ESTUDAR

 

Nunca fui um bom estudante, mas gostava de estar na escola, conhecer e conviver com os colegas, brincar, fazer exercícios físicos, saber das coisas, pois curiosidade excessiva sempre foi uma das minhas características, bem como de ser um grande perguntador. Não entendia, perguntava até ficar bem claro o assunto para mim!


Não perdia um dia de aulas, e assim minhas notas sempre eram excelentes, aprendia em sala de aula, sempre atento a tudo que os professores repassavam.


Durante este tempo da Pandemia COVID19, o ensino passou a ser on line, cada um em sua casa. Como? Se a escola tem o importante papel de socializar o indivíduo.


O espaço do tablet passou a ser buscado, pois ele oferece uma tela maior que o celular, e melhor portabilidade do que um notebook. Mas, 4 horas seguidas em on line conseguem o mesmo resultado do que 4 aulas presenciais, com recreio, com lanche, com brincadeiras?


Tenho um neto de 9 anos, e também curioso e perguntador. Todo sábado, quando nós nos encontramos, ele traz uma série de perguntas e curiosidades, vídeos, para a nossa conversa de avô e neto. Busco incentivar a leitura de livros, ciências, história e geografia, matemática, mas ele gosta da informática, do espanhol e do inglês, bem como das aulas de futebol e judô. Fico feliz por este equilíbrio, e ao observar sua solidariedade para com os colegas que têm dificuldade em alguma matéria.


Ele me lembra muito da minha trajetória, também meu avô me incentivava ao estudo, a ler, a fazer contas (como ele era bom nisso), a ouvir histórias e estórias. Tudo isso me fez ser ousado, me fez não ter receio de seguir em frente, atrás dos sonhos e dos desejos. Viajo muito desde os 15 anos, quando ganhei um concurso no Consulado de Portugal, escrevendo uma pequena biografia de Dom Pedro I do Brasil e IV de Portugal. Uma criança de 15 anos sozinha na Europa, era impensável na época, e eu estava lá. Um marco em minha vida!


Por isso, fico imaginando como esta demora em se retornar às escolas está prejudicando as crianças nesta faixa dos 5 aos 15 anos, que é o tempo das descobertas, da liberdade, dos primeiros amores, do primeiro sexo, dos amigos, dos gostos pessoais, do seu jeito de ser, das melhores aventuras.


Acompanho meu neto sempre às corridas de Kart, e ele é bom no dirigir e corre de forma elegante e ninguém ultrapassa durante os treinos. Fico feliz de poder estar acompanhando em tudo isso, contribuindo um pouco para sua formação como ser humano, que busca ser melhor a cada dia, e ser feliz.

 

Não existem comentários publicados

Novo comentário

San Consultoria Web