Castro Jr.

Agente da Prosperidade

DESEJOS, O QUE SÃO?

Fev 092021

                                                                          DESEJOS, O QUE SÃO?

 

Aristóteles nos dá dicas importantes em sua filosofia para que possamos entender nossos desejos e sua relação com nossa mente razão.


Ele os cita como sendo três: o impulso, o apetite e o querer.


O impulso é a ausência total da razão, um desejo sobre o qual temos pouca condição de controle. Acontece quando vemos uma agressão ou injustiça e partimos para cima do agressor. Fazemos sem pensar!


O apetite é a vontade de saciedade, o desejo ligado a tudo que produz prazer. Ligado aos sentidos, o paladar, o tato, o cheiro, o ouvir, o ver. Buscamos realizar esses desejos porque nos provocam prazer, sensação de bem-estar e felicidade momentânea.
Tanto o impulso quanto o apetite compõem a parte irracional da nossa alma, da nossa mente, que operam independentemente da razão.


Temos o querer, desejo que funciona de duas maneiras: como um mecanismo de controle dos outros dois desejos acima (eu desejo isso, mas isso é bom?), e ele produz a busca por algo que não é desejável, mas importante (detesto exercícios físicos mas eles são bons para a saúde).


Governando os nossos desejos, a razão nos conduz a uma diminuição das sensações e das emoções envolvidas. Isso nos faz agir de maneira moderada. A moderação é o grande ganho da razão sobre as emoções, em especial às ligadas aos impulsos, e nos ajuda a evitar problemas futuros, para nós e para outros.


Observe e mantenha seu equilíbrio no viver!

Não existem comentários publicados

Novo comentário

San Consultoria Web